Pão & Prosa

O pão que não pode faltar e a prosa gostosa de sempre!

Archive for the tag “vida”

E O QUE É O AMOR?

 

E o amor o que é!?

Para alguns é algo indispensável;

Para outros é algo descartável;

A quem diga que reciclado não presta;

Há quem seja egoísta e ao próximo não empresta;

Há quem viva em função dele;

Há quem dele viva;

Penso não ser nem o começo, nem o fim;

O que seria do amor se dependesse de mim?

Não se pode privar os sentidos por algo tão abstrato;

As vezes mergulhar de cabeça não sai barato;

Caindo, machuca;

As vezes demoramos a perceber;

Vivendo a imaginar, com medo de sofrer;

Amar só, é como sonhar só;

Não faz sentido, não tem lógica;

Mas lógica o amor nunca teve;

O amor é egoísta, quer tudo pra ele;

Ocupa a sala como se fosse um enorme sofá;

Quem já amou sabe do que eu to falando;

Não tarda vais chorar;

O amor é como colírio;

Corrige imperfeições nas vistas;

As vezes embaça tudo e faz da gente joguete;

Mas o amor o que é?

Poetas, cientistas, filósofos, pessoas comuns, todos tentaram decifrar essa esfinge;

Mas que graça teria se fosse decifrável?

Sigo sem entender tão singular sentimento;

Sigo, sentindo que sentir é preciso;

Amar, amor, amando vou;

Sem entender, ou conseguir explicar o que é o amor.

 

 

Por Gil  J. Nascimento

Data: 13/07/2011

Um dia de Fúria

furia

Por Gil Nascimento

Eu to passando uma fase horrível, espero que só seja por alguns dias, acordo antes das 06:00 AM, pego um ônibus cheio de pessoas mal educadas, que falam alto, furam filas, guardam lugar uma para as outras, se vestem e se maquiam parecendo uns monstros ou palhaços de circos, depois dessas empreitada dos infernos, ainda venho passa 8 das 24h do meu dia, atendendo todos os tipos de telefonema, pessoas burras, gente que trabalha a séculos na empresa e não sabem P.N. e ficam saturando e congestionando os telefones para tirarem suas duvidas descabidas, depois de muito me aborrecer aqui com tudo isso, me dirijo a faculdade onde sou posto a prova por professores e colegas que tentam a todo custo me encher o saco, mas felizmente eu sou adepto da teoria budista da renovação de energias e foco nisso, para não sair igual a uma metralhadora gritando e xingando e atirando coisas em pessoas sem noção, depois de mais um “NO LIMITE” na faculdade, chego em casa quase meia noite e quando tenho sorte a patroa não está na TPM, por que quando está! Só DEUS salva, em dias regados a tpm eu quase desisto de dormir, tudo é motivo de encher o SACO ! ! ! Será que ninguém tem dó de eu? Eu sinto muito se atirei alguma pedra em nosso Salvador Jesus Cristo, enquanto ele passava em seu calvário, é a única explicação para o meu calvário… Enquanto isso não se explica eu sigo “NO LIMITE.”

 Eu estou negativamente “na bruxa” de tão “injuriado” que eu estou, só me resta esperar por um final de semana de descanso, quem sabe um cineminha e um passeio “relex” no shopping me reanime e me dê forças para mais uma semana de cão.

 

Post Navigation