Pão & Prosa

O pão que não pode faltar e a prosa gostosa de sempre!

Feliz Aniversário Minha Tia Tereza

Cresci numa família muito querida;
Posso dizer que tive varias mães e não tias;
Posso afirmar que tive uma série de irmãos e não meros primos;
Família com os mesmos problemas de uma Família comum;
Mas com amor e amores que falta em muitas, sobrando nesta;

Es a senhora com espírito mais jovem que eu conheci;
Es a tia-mãe séria, mais engraçada que vi;
Es a mulher forte, mais frágil que percebi;
Es a base de sustentação desta família, mesmo que torta;

Todo mundo se sustenta nesse apoio;
Ao conhecê-la todo mundo se apega e nem precisa pegar;
Mãe de filhos incompreensíveis, no entanto adoráveis;
Jovem Avó de um único neto único;

Es minha tia e disso me orgulho muito;
Es minha mãe também e disso não abro mão;
Hoje é seu dia, mas amanhã também será;
Pois um dia é muito pouco para te celebrar;

Marcar a vida das pessoas é um feito extraordinário;
Muitos passam, muitos ficam, poucos MARCAM;
Mãe, filha, tia, mulher, avó, enfim, inúmeras ocupações;
Coração do tamanho do mundo, só assim pra caber tantas paixões;

Amo-te desde o dia que consigo lembrar;
Apesar de não ser comum entre nós, mas é importante falar;
As palavras me escapam e as lagrimas já atrapalham o pensar;
Nem precisava dizer tanto, sei que sabe de tudo;

Cresci sob tuas asas protetoras também;
Minha avó e meu avô estão orgulhosos e celebram este dia;
Extravagante na forma de amar, humilde no estar;
Sua presença é satisfatória, sua ausência é profundamente sentida;

Poderia resumir tudo que escrevi;
E se assim o fizesse, poderia apenas escrever:
É MUITO BOM AMAR VOCÊ.

Feliz Aniversário Teba Jones.

Por

Gilvanderson de Jesus Nascimento

Anúncios

Crônica: O clichê anti-BBB

Como no Big Brother, existe uma maneira muito simples de a gente parecer mais interessante do que de fato é diante de uma multidão. Basta criar uma conta no Facebook e manifestar desprezo por qualquer coisa que seja popular. Como o Big Brother ou o Orkut.

Em janeiro, quando as inserções do Pedro Bial passam a ser mais frequentes na tevê, o movimento de pudores eletrônicos ganha um tom de campanha política.

Depois que inventaram as correntes de Facebook (espécie de tevê a cores a substituir o pré-histórico jogo da velha que indicava uma hashtag), ficou muito fácil manifestar nossos bons gostos e engajamentos pela internet.

Basta compartilhar as fotos com as inscrições “Odeio BBB”, “Fora Pedro Bial”, “Meu sofá da sala não é privada”, “Morte ao Paredão”.

Pega muito bem.

Se houvesse um guia prático do internauta moderno (sim, porque existem os internautas da velha guarda, uns que se deixarem mandam até a íntegra da missa aos domingos), a ojeriza aos reality shows seria a regra número 1.

Mas não só.

Para parecer um cara muito legal na internet e na vida, é preciso também:

– Bater no Michel Teló. Sem dó. Como se ele fosse o Sarney. Todo mundo vai pensar que você morre de saudade dos tempos do sertanejão de raiz, ainda que o mais perto que você tenha chegado de um boi foi naquela visita ao Pet Zoo;

– Tenha sempre em seu mural algum auto-retrato pintado da Frida Khalo (serve uma foto em preto e branco) e desenhos estilizados do Tarantino, do Almodóvar, do Che Guevara e daqueles quatro meninos de Liverpool atravessando a zebra de pedestres em Abbey Road. Não é preciso esclarecer a conexão entre eles;

– Faça um minuto a minuto sobre a sua ansiedade pelo próximo show dos Strokes ou do Arcade Fire no Brasil. De preferência, sem pontos de exclamação nos posts, para não ser confundido (a) com fã de pagode;

– Inicie também em sua página a contagem regressiva para a Feira Literária Internacional de Paraty. Pode começar em qualquer época do ano: “Faltam 291 dias para Flip”;

– De vez em quando, diga como anda sua vida acadêmica e comemore em letras garrafais quando chegar a formatura. Não se esqueça de dizer que A-M-A a profissão escolhida. No Facebook não existe gente frustada no campo profissional;

– Conte sempre coisas fofas vividas em ambiente familiar, ainda que te digam que o que se vive entre quatro paredes deva ficar entre quatro paredes;

-Vai a Paris, Roma, Viena ou Nova York? Avise todo mundo pedindo dicas de lugares para os amigos. Chegando lá, não espere a volta para postar impressões e fotos, ainda que você passe 90% do seu tempo livre na sala de internet do hotel;

– Não importa que o Parque Nacional do Xingu fique em Mato Grosso: seja sempre contra qualquer intervenção humana no Pará. Se não colar, lembre também que o País da corrupção não está pronto para receber eventos do porte de uma Copa, uma Olimpíada, um Cirque du Soleil;

– Lista de artistas brasileiros que DEVEM constar das suas preferências musicais: João Gilberto (aquele do “vai, minha tristeeeeeza…”), Chico Buarque (“estava à toa na vida, o meu amor me chamou”), Cartola (ver também: Mangueira. É um morro, além de escola de samba), Noel (o daquela caricatura com nariz grande, cigarro meio desprendido na boca…), Pixinguinha (o moço das bochechas). Engenheiros do Hawaii e Roupa Nova, que te levaram às lágrimas depois daquele fora no colegial, NEM PENSAR. Mantenha certa distância também de Raul Seixas (tiozão demais, coisa de hippie doido);

-Tome duas doses de Clarice Lispector todos os dias. Adicione, de vez em quando, aquele poema da Fidelidade do Vinícius de Moraes (“de tudo ao meu amor serei atento antes…”) e algum pensamento do dia escrito por Mário Quintana ou Caio Fernando Abreu (se não tiver nenhum livro deles em casa, jogue no Google alguma letra sobre despedidas cantada pelo Alexandre Pires. Se não citar a autoria, todo mundo vai achar o máximo). Se estiver de bom humor, use qualquer frase atribuída ao Luís Fernando Veríssimo. Em dias de mau humor, use Arnaldo Jabor (o cineasta e o comentarista são as mesmas pessoas, mas não parece);

– Faça print screen de erros gramaticais alheios e compartilhe, em tom de lamento, o que você considera um erro grosseiro. De quando em quando, solte um: “Maldita inclusão digital”. É tiro e queda;

– Quando algum autor de renome for dar aquela palestra marota no Sesc perto de casa, marque dois ou três amigos em seu mural e provoque alarde para todo mundo saber: “Vamos, né??????”. Não esqueça de postar o link relacionado;

– Curta a página de qualquer bar com mais de cinco anos de fundação no entorno da rua Augusta; dê preferência ao Ibotirama;

-Use e abuse de qualquer onda retrô. Está sempre em moda;

– Compartilhe diariamente sua indignação com a política nacional. Lembre todos os dias que o governo não presta e que Brasília seria muito melhor se, no lugar do Congresso, funcionasse um estacionamento. É de bom tom ignorar que os governos totalitários do século XX também transformaram seus Legislativos em estacionamento;

– Não conte, nem sob tortura, que você adora passar no Mcdonalds depois do rolé pelo Espaço Unibanco;

– Deixe sempre claro que você é habitué de lugares incríveis, como as praias de Trindade-Paraty ou o sofá do Outback;

– Compartilhe qualquer reportagem relacionada ao D.O.M, o mais premiado restaurante brasileiro lá fora, e expresse sua intimidade com o nome de Alex Atala.

Feito isso, você espantará qualquer fantasma da breguice e do lugar-comum que contamina este país que a gente gosta de chamar de atrasado.

Ninguém vai dar a mínima, mas o importante é ficar bem com a gente mesmo. Ou viver cada minuto como se fosse o último. E dormir com a consciência tranquila. Ou qualquer outro clichê que sirva.

Por Matheus Pichonelli da Revista Capital.

Texto copiado do site http://www.cartacapital.com.br, dia 13/01/2012.

CAMPANHA DO HUMOR

FELIZ NATAL

Ainda não definir bem o que é melhor no natal, se a ceia ou a reunião de tanto amor em volta de uma mesa farta de carinho, cumplicidade e de compaixão.

Testemunhar a preparação da ceia é uma festa a parte, ver minhas tias correndo, batendo massas, colocando e tirando ‘gostosuras’ do forno sempre aquecido, hora pelo próprio fogo, hora pelas receitas quentes e criativas que ficam a cargo da gourmet por um dia, minha tia ´teba’ e suas ‘ajudantes’, o dia todo passamos rindo, lembrando curiosidades, fatos, historias, sejam nossas ou aquelas que pegamos emprestados apenas para rir e lembrar de pessoas até o momento ausentes. Sentar-me logo mais a noite me emociona, é muito amor, muito riso e alegria, antes imaginava que em todos os lares aquilo se repetia, mas ao longo desses anos tive a triste constatação de que fui tolo por acreditar que o Natal seria, o mesmo Natal em todos os lugares pelo Brasil a fora.

Neste dia, contudo, amigos, parentes, vizinhos, namoradas, conhecidos e até os ‘cunhados’ por que não, são ‘família’, aos olhos atentos de Deus pai, nos permitimos o luxo por um momento de esquecer as mazelas individuais e até coletivas, para vivermos uma breve e infinita alegria, só por estarmos reunidos, a magia do Natal existe, e quem discordar, fique de mal comigo já! (risos). Passei apenas pra desejar feliz natal a todos, mas me senti na obrigação de compartilhar o que sinto agora e venho sentindo a tanto tempo e também por que mais clichê que seja, desejar feliz natal é bom, faz bem. A quem leu até aqui fica a mensagem, a quem continuar um pouco mais eu tenho a compartilhar, é tempo pra de recordar as perdas, não só do ano, mas de toda uma vida, assim como memorificar as conquistas e alegrias, para só então dar o devido valor a tudo, é tempo de viver o momento, curtir os risos, brincadeiras, abraços e besteiras, comer sem preconceito (difícil), beber moderadamente (em família, impossível), vamos comemorar a vida, seja feliz e faça feliz. Fico por aqui, mas com a sensação de que poderia ir além, mas fica pro próximo Natal, afinal, tenho que visitar a cozinha e abusar minhas tias, por fim… merry christmas every all…

feliz

feliz

E O QUE É O AMOR?

 

E o amor o que é!?

Para alguns é algo indispensável;

Para outros é algo descartável;

A quem diga que reciclado não presta;

Há quem seja egoísta e ao próximo não empresta;

Há quem viva em função dele;

Há quem dele viva;

Penso não ser nem o começo, nem o fim;

O que seria do amor se dependesse de mim?

Não se pode privar os sentidos por algo tão abstrato;

As vezes mergulhar de cabeça não sai barato;

Caindo, machuca;

As vezes demoramos a perceber;

Vivendo a imaginar, com medo de sofrer;

Amar só, é como sonhar só;

Não faz sentido, não tem lógica;

Mas lógica o amor nunca teve;

O amor é egoísta, quer tudo pra ele;

Ocupa a sala como se fosse um enorme sofá;

Quem já amou sabe do que eu to falando;

Não tarda vais chorar;

O amor é como colírio;

Corrige imperfeições nas vistas;

As vezes embaça tudo e faz da gente joguete;

Mas o amor o que é?

Poetas, cientistas, filósofos, pessoas comuns, todos tentaram decifrar essa esfinge;

Mas que graça teria se fosse decifrável?

Sigo sem entender tão singular sentimento;

Sigo, sentindo que sentir é preciso;

Amar, amor, amando vou;

Sem entender, ou conseguir explicar o que é o amor.

 

 

Por Gil  J. Nascimento

Data: 13/07/2011

Como superar o rompimento de um relacionamento

Eu estive lendo alguns artigos sobre o assunto, mas não achei nenhum interessante, não conseguir ver nexo nos artigos e as situações reais, como estou mais ou menos nessa fase de superação, resolvi compartilhar isso…

Primeiro, se o rompimento for recente, você com certeza está sentindo alguma tristeza e devido a isso não aceita o fim, acredite isso é normal, o outro(a) pode estar da mesma forma, esse não é o momento ideal para atitudes desesperadas, mesmo que só isso lhe passe pela cabeça.

O momento é de se ocupar, lembra o adágio popular? “Mente desocupada, morada do diabo.” Esse adágio, vale e vale muito, então o que você deve fazer é se ocupar.

Vá estudar, saia com amigos, vá ao shopping, você vai pensar nela(o) e muito, isso também é normal, mas converse com pessoas próximas a você, irmãos e/ou irmãs são uma boa pedida, por que se preocupam com você e se forem mais velhos terão palavras sábias de conforto para lhe dizer.

Os primeiros dias são horríveis, você vai dormir pouco, comer pouco, rir pouco, e sempre que estiver sozinho vai pensar nela(o) ou no seu cheiro, ou nas coisas boas que fizeram, isso é inevitável, mesmo quando o rompimento é consensual as lembranças torturam.

Mas fique na paz, procure um amigo que passou por algo parecido se tiver oportunidade viaje, mude de ares, sair do reduto onde tudo se passou é muito bom, faz com que agente abstraia as coisas e consiga focar nosso pensamento em outra coisa.

Evite está ligando todo tempo pra ela(o), ou indo na sua pagina pessoal do ORKUT ou ainda ficar insistindo em conversas pelo msn, essas coisas não se resolvem nas rede sociais, entenda isso de uma vez por todas, dê tempo ao tempo, mesmo que isso signifique muito tempo, hoje você não percebe e nem entende, mas lá na frente você vai compreender como foi bom pra você esse tempo longe, vai fazer você reavaliar suas atitudes, você poderá se conhecer melhor e quem sabe perceber que o fim do relacionamento, significa pra você o começo de uma nova vida, mais feliz e mais saudável, quando a ferida é recente, machuca e doe muito, parece que nunca vai curar, parece a pior dor do mundo, mas acredite, um chute no saco, ou a dor do parto, ainda machuca mais que o rompimento de um relacionamento.

Talvez não demore muito e você já se encontre apaixonado por alguém, não se sinta culpado por isso, um coração não escolhe a hora para se comprometer de novo, pode levar 1 ano ou 10 anos e nesse tempo você foca seu lado profissional e sua família, sem pressa, sem pressão, quando você estiver pronto, seu coração vai ser o primeiro a saber, daí vai aparecer uma pessoa que vai mexer contigo e fazer com que você fique completo outra vez, entenda também que um homem ou uma mulher não precisa necessariamente um do outro para ser feliz, existe muito mais na vida para tudo se resumir a isso.

Por

Gil Nascimento

 

Programa Socio-Torcedor do Bahia para 2011

Depois de muita demora, saiu o programa Sócio-Torcedor do Bahia, eu acho que a diretoria tá achando que o aumento de 62% concedido aos parlamentares alcançará toda a nação, vamos aos planos,  são três.

Os valores é que são surpreendentes, vamos a eles:

1 – Passaporte Bahia Sem Fronteiras: é o mais barato R$240,00 ou 12x R$20,00, mas no site pra varias, não explica muito os benefícios, acho que esse plano não dá direito a arquibancada, ou seja você vai pagar e seus benefícios são do mundo das idéias.

2 – Passaporte Arquibancada, além dos mesmos benefícios do primeiro plano “NENHUM” você terá direito a Arquibancada, pela bagatela de R$780,00 ou 12x de R$65,00, ta achando caro? Porque ainda não falei do ultimo pacote.

3 – Passaporte Cadeira Cativa, Os mesmos beneficio anteriores, mas direito a CADEIRA CATIVA, não sei bem o que seria, mas pelo preço, deve ser uma senhora cadeira, pagando R$ 1.560,00 ou 12x R$130,00.

Os TOB mais uma vez me assusta como um time que se diz de massa tem um programa tão “escroto” quanto esse? Mais uma vez o Bahia tenta afastar sua torcida do clube, continuaremos lotando o estádio mais duvido que esse programa emplaque, se tiver mais de 10mil torcedores, será maravilhoso!

Além de não ter nenhuma criatividade, não lista os benefícios de cada plano, ou seja, pagaremos por produtos que claramente nem o Bahia sabe dizer quais são, só se sabe do acesso a arquibancada e a “Cadeira Cativa”, mas nada!? Nenhuma camisa, Chaveiro, Adesivo, Bonequinho, Bola de Futebol, Boné, Caderno, Agenda, Caneta? Pelo preço é o mínimo.

Quem não tiver um cartão de crédito com no mínimo mil reais de saldo não se associa, pois no site as formas de pagamento não incluem BOLETO BANCARIO, apenas cartões de credito. Pois é! Corram e vão fazer seus cartões de credito antes de comprar os maravilhosos pacotes descritos acima. (risos)

Vejam o plano que mais se adéqua a sua realidade e caso achem viável associem-se. Site oficial da torcida é; http://www.torcedoroficialdobahia.com.br

COMENTE!!!

Por @GilJNascimento

@EsquadraoNaNet

OS BASTIDORES DO FUTEBOL BRASILEIRO EM 2010

Veja quem gasta mais e quais são os técnicos e jogadores mais caros do país.


A maioria está se endividando como nunca. PLACAR fez um levantamento para saber quais clubes do Brasil mais gastam com salários de jogadores.

O jogador mais bem pago do país não mudou: ainda é Ronaldo (com 1,8 milhão de reais mensais). No Corinthians, ele ganhou a companhia de Roberto Carlos (300 000 reais mensais) e continua convivendo com Souza (175 000 reais) e Edu (cerca de 200 000 reais). O clube até que economizou com a troca de Mano Menezes (350.000) por Adílson Batista (250.000). Só que Adílson vai engordar seu salário com cerca de 50 000 reais por mês, graças a um antigo débito do Corinthians com ele, dos tempos de atleta.

Para os cartolas corintianos, o gasto com o Fenômeno não conta na folha de pagamento porque o grosso de seus vencimentos vem de contratos de publicidade. Mas o dinheiro precisa entrar no clube para chegar ao atacante, que recebe 550 000 reais do Corinthians. “O valor que ele ganha de patrocínio não entra na folha de pagamento, isso é marketing”, diz o presidente Andrés Sanchez. De patrocínio, Ronaldo gera 20 milhões anuais para o Alvinegro e embolsa 15 milhões. “É como se ele pagasse para jogar”, diz Luís Paulo Rosenberg, vice de marketing.

Apesar dos altos gastos e de ter uma dívida que supera os 100 milhões de reais, a diretoria corintiana afirma que a situação está sob controle e que fechará o ano com superávit.

JEITINHO BRASILEIRO

Fluminense recebe do seu parceiro rico, no caso, a Unimed 2,5 milhões de reais dos 4,2 milhões da folha de pagamento, segundo dados da diretoria — concorrentes acreditam que o gasto mensal chega a 5 milhões de reais. A parceira paga em média 80% dos salários mais altos. Os valores assustam. Deco ganha 550 000 mensais e Fred, 460 000.

O Internacional também aposta em parcerias. Apoiado pelo torcedor fanático e milionário Delcir Sonda, o Colorado não poupa em contratações. Repatriou Rafael Sóbis, que chegou para ganhar 300 000 reais mensais, e possui muitos jogadores recebendo acima de 150 000 reais por mês. Para o técnico Celso Roth, paga 300 000 reais. O título da Libertadores ainda lhe rendeu 1 milhão de reais de premiação.

Diferentemente do Flu e do Inter, o Palmeiras prefere inovar. A contratação de Kléber, por exemplo, só aconteceu porque o clube trocou de patrocinador. Colocou a Fiat no lugar da Samsung e pegou 7 milhões de reais antecipados. Mais engenhosa ainda foi a operação para trazer Valdívia. Para pagar o Al Ain-EAU foi necessária uma fiança bancária, uma vaquinha entre o grupo de sócios-remidos chamado Eternos Palestrinos e uma parceria com o conselheiro Osório Furlan Júnior, que adquiriu 36% dos direitos do chileno.

Apesar de usar métodos diferentes, o Alviverde não fica muito atrás do Fluminense em gastos. Só Luiz Felipe Scolari ganha 700 000 reais. “Não pagamos nem a metade do que ele ganha. Quem banca a maior parte é o patrocinador”, diz o presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzzo.

Entre os jogadores, Kléber é o recordista com 373 500 reais mensais. Nessa conta entram luvas e valores que recebeu pela venda de parte de seus direitos. No total, ele fatura 2 milhões de euros por ano, livres de impostos. Logo atrás, aparece Valdívia, com 299 500 mensais. Nesse valor estão 500 000 euros de luvas diluídos nos salários, em cinco anos. “Contratamos jogadores caros, mas negociamos outros que ganhavam bem, como o Diego Souza e o Cleiton Xavier”, diz Belluzzo.

A mão aberta do dirigente não combina com seu discurso quando assumiu o Palmeiras e pregou uma união entre os times para que fosse estipulado um teto salarial a fim de botar um freio nos salários. “O teto só funciona se todo mundo cumprir o combinado. Se você faz o teto sozinho, você se ferra porque os outros pagam mais e levam o jogador”, afirma o presidente palmeirense.

Belluzzo é ainda um dos maiores entusiastas de uma prática que a maioria dos clubes adotou: o alongamento de dívida. Os cartolas pegam um empréstimo alto num banco para saldar débitos menores com outros bancos. E passam a ter apenas um empréstimo maior para pagar. Como garantia de pagamento, dão cotas de TV, patrocínios e até rendas dos jogos. O Palmeiras, por exemplo, conseguiu autorização de seu conselho de fiscalização para pegar 39,6 milhões no BMG dando as cotas dos próximos cinco Campeonatos Paulistas como garantia. Se não pagar, o banco recebe o dinheiro direto da Globo. A estratégia é criticada pela oposição, que acredita que o dinheiro é usado para pagar (altos) salários atrasados. O clube chegou a dever pelo menos dois meses de direitos de imagem. Além disso, os opositores alegam que Belluzzo jogou a dívida para seu sucessor.

“Estamos reestruturando a dívida do clube. É melhor pagar uma dívida longa com taxas baixas que uma curta com taxas altas. A oposição não conhece isso porque é coisa recente. Vou deixar uma dívida menor para o próximo presidente”, assegura o cartola.

No Rio de Janeiro, a prática de comprometer as cotas de TV também está sendo usada. Os quatro grandes do estado deram como garantia as receitas de transmissão do Campeonato Carioca de 2011. “Os clubes se veem na necessidade de gastar mais a curto prazo. Não acho que esse é o melhor dos caminhos. Mas, se eles pedem o nosso aval para não afundar, temos que dar”, afirma o presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, Rubens Lopes.

Mesmo assim, o Vasco sofre com atrasos. No dia 20 de agosto, o clube pagou um dos dois meses que devia a seus jogadores. O time ainda tem que lidar com a penhora de sua renda para pagamento de dívidas trabalhistas antigas, uma delas para o atacante Euller. No clássico com o Fluminense, por exemplo, o time receberia 533 685 reais, mas pouco menos da metade desse valor foi penhorado.

Até quem se gabava de ter a casa arrumada, como o São Paulo, aderiu à moda. Recentemente, ofereceu pelo menos três anos de receitas de TV do Estadual para movimentar sua conta garantida, espécie de cheque especial.

O Tricolor, quinto que mais gasta, adotou outra prática entre clubes, em especial aqueles com altos salários de jogadores que rendem abaixo do esperado: emprestar atletas e continuar bancando parte dos vencimentos. Os são-paulinos ainda pagam 65 000 reais, metade do salário de Marcelinho Paraíba, emprestado ao Sport; e 50 000 reais para Washington, que ganhava 190 000 e está no Fluminense.

“As pessoas que me questionam sobre o Washington falam que ele está marcando gol no Fluminense. Mas a transferência foi interessante para nós, pelo momento que ele vivia aqui”, afirma João Paulo de Jesus Lopes, diretor de futebol do São Paulo, clube que tem uma dívida na casa dos 100 milhões.

O São Paulo ganhou fôlego com a venda de Hernanes, por 13,5 milhões de euros, mas mantém algumas medidas austeras em sua parte administrativa. Quando um funcionário de fora do futebol pede demissão, a prioridade é evitar contratar outro para a função — contenção de despesas que destoa de caras contratações para salvar o time, como a de Ricardo Oliveira, que recebe cerca de 200 000 reais mensais.

Outro cartola que põe a mão no bolso para pagar quem já defende outras cores é Luís Álvaro do Oliveira Ribeiro, presidente do Santos. Ele ainda banca 40% do salário de Fábio Costa, emprestado ao Atlético-MG. “É mais inteligente fazermos isso que pagar 100%. Quando cheguei aqui, gastávamos 2 milhões por mês a mais do que arrecadávamos”, diz Ribeiro. Quando ele substituiu Marcelo Teixeira, a folha de pagamento do clube era de 4 milhões de reais por mês. Caiu para 2,8 milhões, mas voltou a subir e hoje está em 3,3 milhões. Isso sem contar o mínimo de 1,5 milhão de reais por ano (125 000 por mês) prometido a Neymar em contratos de publicidade. Se o clube não atingir esse valor, tem que pagar do próprio bolso. Sem esses 125 000 mensais, Neymar ganharia 180 000 reais — mesmo salário de Paulo Henrique Ganso e menos do que Keirrison, que recebe 200 000 reais.

Tantos exemplos de gastança descontrolada mostram que o alto poderio dos clubes vai até a página 2, onde estão os mecanismos que eles usaram para ter grandes jogadores e técnicos. Novas estratégias e parcerias, que enchem os olhos dos torcedores, por seus resultados a curto prazo, podem significar, mais adiante, crises gigantescas. É o dilema do futebol nacional, em que os clubes precisam se endividar para tentar conquistar algo ou assistir de longe aos concorrentes se destacarem…

CONFIRA O RANKING ABAIXO:

FOLHA SALARIAL

1 – Corinthians: 5,05 mi
2 – Internacional: 5 mi
3 – Santos: 4,8 mi
4 – Fluminense: 4,2 mi
5 – Palmeiras: 4 mi
6 – São Paulo: 4 mi
7 – Flamengo: 3,5 mi
8 – Cruzeiro: 3,4 mi
9 – Gremio: 3,2 mi
10 – Atletico MG: 2,9 mi
11 – Vasco: 2,35 mi
12 – Botafogo: 2,1 mi

TOP SALÁRIOS DE TREINADORES

1 – Felipão (Palmeiras): 700 mil
2 – Murici (Fluminense): 550 mil
3 – Luxemburgo (Atletico MG): 500 mil
4 – Dorival Jr. (Santos): 350 mil
5 – Celso Roth (Inter): 300 mil
6 – Joel Santana (Botafogo): 270 mil
7 – Renato Gaucho (Gremio): 260 mil
8 – Adilson Batista (Corinthians): 250 mil
9 – Cuca (Cruzeiro): 230 mil
10 – P.C. Gusmão (Vasco): 150 mil
11 – Silas (Flamengo): 150 mil
12 – Sergio Basesi (São Paulo): 20 mil

TOP SALÁRIO DE JOGADORES

1 – Ronaldo (Corinthians): 1,8 milhões
2 – Deco (Fluminense): 550 mil
3 – Deivid (Flamengo): 475 mil
4 – Fred (Fluminense): 460 mil
5 – Kleber (Palmeiras): 373,5 mil
6 – Neymar (Santos): 305 mil
7 – Roberto Carlos (Corinthians): 300 mil
8 – Felipe (Vasco): 300 mil
9 – D’alessandro (Inter): 300 mil
10 – Rafael Sobis (Inter): 300 mil

De 250 a 299,000 reais:

Kleberson – Flamengo
Renato Abreu – Flamengo
Carlos Alberto – Vasco
Emerson – Fluminense
Souza – Gremio
Leandro – Gremio
Alecsandro – Inter
Tinga – Inter
Valdivia – Palmeiras

De 200 a 249,000 reais

Indio – Inter
Renan – Inter
Fabiano Eller – Inter
Marcos – Palmeiras
Belletti – Fluminense
Conca – Fluminense
Rogerio Ceni – São Paulo
Diogo – Flamengo
Keirrison – Santos
Léo – Santos
Edu – Corinthians

De 150 a 199,000 reais

Diego Souza – Atletico MG
Diego Tardelli – Atletico MG
Maicosuel – Botafogo
Loco Abreu – Botafogo
Lucio Flavio – Botafogo
Willian – Corinthians
Souza – Corinthians
Fabio – Cruzeiro
Val Baiano – Flamengo
Léo Moura – Flamengo
Juan – Flamengo
Giuliano – Inter
Guinazu – Inter
Abondanzieri – Inter
Kléber – Inter
Illan – Inter
Washington – Fluminense
Victor – Gremio
Arouca – Santos
Ganso – Santos
Rodrigo Souto – São Paulo
Fernandão – São Paulo
Ricardo Oliveira – São Paulo

O QUE VOCÊS ACHAM? DARIA PRA FAZER UM BOM NATAL COM ESSES SALÁRIOS, A TENDÊNCIA É SÓ AUMENTAR. ONDE IREMOS PARAR?

Matéria publica pela Revista Placar.

POR

@GilJNascimento

@EsquadraoNaNet

Conheça o time do Bahia para o Campeonato Baiano de 2011.

TIME DO ESPORTE CLUBE BAHIA PARA O CAMPEONATO BAIANO, ATÉ O MOMENTO

23/12/2010: 9am.

GOLEIROS: Tiago (contratado), Omar (base) e George (base).

ZAGUEIROS: Nem (renovado), Luisão (renovado), Alisson (a renovar)

LATERAIS: Avine (renovado), Dodô (contratado), Bebeto (base), mas esse ultimo não deve ficar e Jancarlos (a renovar), mas só deve atuar no Campeonato Brasileiro.

VOLANTES: Pablo (base), Lenine (base), Fabio Bahia (a renovar), Helder (renovado), Rafael Jatai (contratado), Marcone (da casa).

MEIAS: Boquita (contratado), Maranhão (base), Magno (contratado), Vander (Saiu: Emprestado ao Flamengo), Mauricio (base) e Ananias (da casa).

ATACANTES: Souza (Contratado), Jael (contrato até maio/2011), Bruno Paulo (Contratado) e Gabriel (base).

TECNICO: ROGÉRIO LOURENÇO.

Pode ainda pintar nesse time: O lateral Marcos (ex-avair) e o zagueiro Titi (ex-vasco). Segundo Marcelo Guimarães, esse seria o time para jogar o Campeonato baiano, o que vocês acham?

Por Gil Nascimento

@GilJNascimento

Fique informado, siga o @EsquadraoNaNet

Post Navigation